Polícia pede prisão de homem suspeito de atirar e roubar em São Paulo

A Polícia Civil (PC) de São Paulo pediu na madrugada desta terça-feira a prisão preventiva do administrador e artista plástico Michel Goldfarb Costa, 33 anos, suspeito de atirar, roubar carros e provocar acidentes na capital paulista na tarde de ontem. Conforme a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), Costa ainda não foi localizado.

O administrador responderá por três tentativas de latrocínio, tentativa de homicídio, disparo de arma de fogo e lesões corporais. Durante a confusão, ao menos três pessoas ficaram feridas - duas delas, baleadas - e dez carros e um ônibus foram danificados. A polícia ainda não sabe o motivo de Costa ter emendado a série de delitos pelas ruas de São Paulo, mas a suspeita é de que ele tenha tido um surto psicótico.

De acordo com informações da Polícia Militar, o administrador roubou, armado, um carro na zona sul da capital e fugiu. Na região do Ipiranga, próximo à avenida Tancredo Neves, ele resolveu trocar de veículo, abordando o motorista de outro automóvel com disparos. A vítima foi alvejada e socorrida ao Pronto-Socorro do Hospital Heliópolis.

Dentro do segundo carro roubado, Costa continuou a fuga e, segundo a PM, próximo à área central da capital, colidiu com vários outros carros, ferindo duas pessoas - uma delas foi socorrida ao Hospital Ipiranga, e outra, uma criança, foi levada ao Hospital Cruz Azul.