MG: Anastasia pedirá R$ 1,5 bi ao governo para obras de prevenção 

O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB), vai solicitar ao governo federal pelo menos R$ 1,5 bilhão para a execução de obras de prevenção de desastres naturais e saneamento básico. A proposta deverá ser apresentada à ministra do Planejamento, Miriam Belchior, na próxima terça-feira.

"É um pedido que deve orçar R$ 1,5 bilhão, que serão investidos em cidades e regiões do Estado que tiveram incidentes provocados por enchentes nos últimos anos, conforme uma lista que a Defesa Civil nacional fez para o ministério", disse o governador. Ele se reuniu, em Belo Horizonte, com os ministros da Integração Nacional, Fernando Bezerra, e dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, que visitam nesta sexta-feira algumas das áreas atingidas pela chuva.

Oitenta e sete cidades já decretaram situação de emergência. Rodovias federais e estaduais que cortam o Estado estão severamente prejudicadas. Pontes e casas ruíram e ainda não é possível dimensionar os danos reais uma vez que, em muitos municípios, bairros inteiros estão sob a água.

Ainda na terça-feira, o governador mineiro deve apresentar à ministra e a outros integrantes do governo federal uma estimativa inicial da verba que Minas Gerais vai precisar para recuperar os prejuízos da chuva. "Os valores exatos para a reconstrução nós só teremos depois que as águas baixarem, quando vamos poder verificar a extensão dos danos às pontes e à infraestrutura urbana".

Anastasia reafirmou que, no momento, a prioridade do governo estadual é restabelecer a normalidade, desobstruindo as rodovias interditadas e garantindo o abastecimento de água e energia elétrica. "Feito isso, entraremos na fase da reconstrução da infraestrutura, das pontes que caíram, das casas. Só após essa segunda fase iremos tratar das obras mais estruturantes, de prevenção. E para isso, claro, vamos contar com o apoio do governo federal", disse Anastasia.

Segundo o governador, além de ajudar os municípios a elaborar seus próprios projetos de obras de prevenção, como a contenção de encostas e drenagem, o governo ampliará o total de recursos estaduais investidos no aprofundamento do leito dos rios, entre outras medidas de apoio à população e às empresas. "A prevenção em estados montanhosos é sempre mais complexa e nós temos que ter projetos bem estruturados", acrescentou.