DEM quer acareação entre Lupi e dono de ONGs

O líder do Democratas no Senado, José Agripino (RN), vai propor ao partido que apresente um pedido de acareação entre o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, e Adair Meira, responsável por ONGs que teriam convênios irregulares com a pasta, segundo apuração da Controladoria Geral da União (CGU). 

Em audiência no Congresso na última quinta-feira (10), Lupi negou que tivesse ligação com Meira, mas imagens publicadas no site Grajaú de Fato, do interior do Maranhão, mostram o ministro descendo de um avião de mesmo modelo e prefixo da aeronave agenciada por Meira, conforme reportagem da revista Veja.

As fotos teriam sido feitas em 2009, durante viagem oficial de Lupi e representantes do ministério por sete cidades do Estado para o lançamento de um programa de qualificação profissional.

- Vou propor ao partido que apresente um pedido de acareação entre os dois, numa comissão qualquer, ou da Câmara ou do Senado. Temos que ver onde está o pecado mais mortal em vários pecados envolvidos nas denúncias. Qual é o pecado mais mortal, o que invalida tudo? É a mentira. Então, primeiro de tudo, tem que passar a limpo e descobrir onde está a verdade. Na hora em que ele (Lupi) diz uma coisa e o citado (Meira) repele veementemente, tudo que o ministro fala carece de fundamento, de fé. Ele perde a credibilidade - diz Agripino.

A exemplo do que fez o PSDB, o senador adianta que o DEM também irá solicitar investigação do Ministério Público Federal (MPF). O senador informa ainda que, mais uma vez, vai tentar emplacar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). "Vamos coletar assinaturas para uma CPI e tentar investigar a corrupção como um todo".

Na avaliação do líder do Democratas, Carlos Lupi "já fez muito mais do que aquilo que justificou a saída do Orlando Silva (Esporte), do Alfredo Nascimento (Transportes)".

- A posição de Lupi colocou o governo em absoluto xeque de credibilidade. A componente principal é a mentira. O que está em jogo agora é a palavra do ministro e a do governo. Diferentemente do caso de outros ministros, no caso do ministro Lupi, gente do próprio partido dele quer investigação e quer que ele se afaste do cargo. Pedetistas históricos. Ou seja, segmentos do próprio PDT se sentem incomodados. Não é possível que isso não sensibilize o governo. A não ser que o governo queira se desmoralizar junto com o ministro.