PCdoB já discute substituto para Orlando Silva, que deixará cargo

Lideranças do PCdoB participam de uma reunião, em Brasília, para definir o nome que deve substituir o ministro Orlando Silva à frente do Ministério do Esporte. Após as denúncias de corrupção na pasta, Orlando Silva não ficará no cargo. 

A análise foi a de que seu desgaste se acentuou ainda mais depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) abriu inquérito, na noite de terça-feira (25), para investigá-lo. Horas antes, durante sua participação na comissão da Câmara que discute a Lei Geral da Copa, Silva foi duramente atacado pela oposição.

>> PCdoB e Orlando Silva discutem inquérito do STF

No Palácio do Planalto, as negociações para a saída do ministro começaram logo após a abertura do inquérito pelo STF, já que a situação do ministro foi considerada "insustentável". O secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, comanda a série de reuniões para decidir como será a saída de Orlando Silva e quem será seu substituto. Um dos nomes mais cotados é o do deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP).

Além de Silva, foram ao Planalto se reunir com Carvalho o presidente do PCdoB, Renato Rabelo, e os líderes do partido na Câmara, Osmar Júnior (PI), e no Senado, Inácio Arruda (CE). Os comunistas avaliaram que a crise no Ministério do Esporte tomou proporções muito grandes e começou a atingir a imagem do partido, mas ainda insistem em ficar com a pasta.