Bancada baiana do DEM se rebela e ameaça não apoiar Serra

Portal Terra

SALVADOR - A bancada do DEM na Assembleia Legislativa da Bahia ameaça não apoiar o pré-candidato à presidência da República José Serra (PSDB) caso não seja firmada a coligação nas proporcionais ao menos para o parlamento baiano.

Uma carta será enviada pelos 12 parlamentares do DEM ao ex-governador paulista a fim de dar um final feliz à situação. A interlocutora dos deputados, que contam ainda com o apoio do deputado estadual João Carlos Bacelar, do PTN, é a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), com quem o deputado estadual Carlos Gaban (DEM) disse ter mantido contado na noite de segunda-feira (7).

"Conversei ontem à noite com a senadora, a pedido de meus colegas de bancada, e ela ficou de nos dar uma resposta ainda nesta terça-feira (8)", disse Gaban.

Segundo Gaban, os deputados estaduais do DEM não pedirão votos para José Serra na Bahia, caso o acordo em torno das proporcionais não seja fechado nos moldes que desejam. "Somos 13 deputados contra apenas um deputado do PSDB que é contrário à coligação. Se nos coligarmos - DEM, PSDB e PTN - teremos condições de reeleger todos os nossos candidatos", projetou Gaban.

O não fechamento de um acordo - que não vincula a coligação para a Câmara Federal - pode causar ainda mais uma baixa para os tucanos. Caso não coligue nas proporcionais com os tucanos, o que inviabilizaria a eleição de um nome do partido para a Assembleia baiana, o PTN indica coligar na chapa de Geddel Vieira Lima, do PMDB. "Essa posição poderá fazer com que os tucanos percam o apoio de mais um partido, o PTN", confirmou Gaban.

O presidente do DEM na Bahia e candidato ao governo, Paulo Souto, não comentou o impasse. Através da assessoria, indicou que a reportagem do Terra conversasse com o deputado estadual Heraldo Rocha. O líder do DEM na Assembleia, entretanto, reiterou todas as posições de seu colega de partido, Carlos Gaban. "Há uma insatisfação natural, mas torço que esta coligação seja concretizada, que as coisas aconteçam", comentou Rocha.