Buscas no Rio Jacuí serão reforçadas com mais três mergulhadores

JB Online

PORTO ALEGRE - Começou por volta das 6h30 o terceiro dia de buscas aos desaparecidos na tragédia da ponte sobre o Rio Jacuí, na RSC-287, no Rio Grande do Sul.

A correnteza e o volume do rio diminuíram, o que deve facilitar os trabalhos dos bombeiros. A partir do meio-dia, mais três mergulhadores se juntam à equipe, que passa a ter sete profissionais.

O que nos ajuda é não chover, para baixar o nível do rio ainda mais. Já baixou, de ontem para hoje, mas não tanto quanto eu gostaria explica o major Jarbas de Ávila, do Grupamento de Busca e Salvamento, que comanda as buscas.

Durante toda a quarta-feira, uma equipe de 24 pessoas percorreu o perímetro do acidente. O objetivo era encontrar as cinco pessoas que estão desaparecidas das cerca de 20 que caíram na água. Desde a última terça-feira, dia em que ocorreu a tragédia, foram resgatadas 10 pessoas com vida.

O perfil da busca começa a mudar. Ontem era de superfície, hoje faremos uma procura por baixo d'água disse Ávila.

Cinco embarcações estão na água do Jacuí. Três fazem a ronda pelo lado de Agudo. Duas monitoram a área de Restinga Seca.

Informações da Rádio Gaúcha