Estudo faz diagnóstico da Defensoria Pública no Brasil

Agência Brasil

PORTO ALEGRE - O Ministério da Justiça e a Associação Nacional dos Defensores Públicos (Anadep) divulgam nesta terça-feira, em Porto Alegre, os resultados do 3º Estudo Diagnóstico da Defensoria Pública no Brasil, que mostra a estrutura, o funcionamento e o perfil da instituição. A divulgação será feita na abertura do 8º Congresso Nacional dos Defensores Públicos.

O objetivo do estudo é identificar aspectos específicos das defensorias públicas para propor medidas que possam contribuir para o fortalecimento e ampliação dos serviços da instituição, fundamental para garantir o acesso da população à Justiça, sobretudo a de baixa renda.

O encontro começa às 20h na Casa do Gaúcho, no Parque Harmonia, com a presença do ministro da Justiça, Tarso Genro, do presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, César Britto, do presidente da Anadep, André Castro, e do secretário de Reforrma do Judiciário, Rogério Favreto.

O estudo foi feito pela Secretaria de Reforma do Judiciário, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).