Corpo do brasileiro morto na África chega hoje ao País

Portal Terra

DA REDAÇÃO - O corpo do brasileiro Gabriel Buchmann, 28 anos, encontrado no Malauí, na África, chegará ao Brasil na noite deste domingo, segundo familiares da vítima. Ele morreu de hipotermia enquanto tentava escalar o Monte Mulanje.

Na manhã de ontem, amigos e familiares de Gabriel fizeram uma homenagem ao economista na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. O grupo, com cerca de 70 pessoas, se reuniu para fazer orações e lembrar o trabalho humanitário desenvolvido por Gabriel.

- Ele era um grande engenheiro atrás de sonhos. Queremos que o exemplo dele, de sempre se preocupar com o bem do próximo seja seguido. Ele sempre queria ajudar e falava para todos nós fazermos o mesmo - disse Maria de Fátima Buchmann, mãe de Gabriel.

O economista percorreu diversos países da Ásia, da África e do Oriente Médio para concluir uma tese de doutorado sobre pobreza que seria apresentado na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. O velório deverá ocorrer na manhã de segunda-feira, no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju, onde será cremado.