Nº de desabrigados por chuva no CE sobe para 22 mil

Bruno de Castro, Portal Terra

FORTALEZA - A Defesa Civil do Ceará divulgou, na tarde desta terça-feira, que o total de pessoas desabrigadas em decorrência das chuvas no Estado subiu de 17 mil para 22.053.

Já o número de desalojados saltou de 27.210 para 32.860. O número de municípios atingidos pela força das águas subiu de 75 para 78. Porém, o total das cidades que decretaram estado de emergência continua em 23. O total de mortes também permanece em 12 pessoas as feridas são 145.

Mais chuva

No Maranhão, a população afetada chega a 196.173 pessoas, com 39 mil desalojados e 26 mil desabrigados. No Piauí e no Rio Grande do Norte, a chuva afetou a vida de 49.745 e 44.011 pessoas, respectivamente.

Além de forçar a retirada de várias pessoas de suas casas, as chuvas também deixaram cidades sem acesso. No Piauí, a estrada estadual PI-112, está com quatro pontos alagados. Nesses trechos, o transporte é feito de barco. No Maranhão, seis estradas federais foram afetadas.

Na região Norte, é no Estado do Amazonas onde se encontra o maior número de municípios atingidos, 38, com 265.958 pessoas afetadas. Destas, 44.609 estão desalojadas e 9.629 desabrigadas. No Estado do Pará são 28 municípios atingidos e 26.985 pessoas afetadas direta ou indiretamente pela chuva.

Em Manaus, o nível da água chegou nesta terça-feira aos 28,83 m, índice apenas 86 cm mais baixo que nível de 1953, quando foi registrada a maior cheia no Estado. Em outras regiões, os rios continuam subindo e mais de 184 mil pessoas foram afetadas, segundo dados oficiais da Defesa Civil do Amazonas.

A Defesa Civil do Pará registrou no fim de semana que a cheia levou o rio Tapajós ao maior nível de todos os tempos. O rio atingiu 8,94 m, 34 cm a mais do que em 2006, quando chegou a 8,6 m, considerada a maior marca até então. Em Santa Catarina, os danos causados pela chuva atingiram dez municípios e 106.093 pessoas. O Estado também sobre com a seca, contabilizando 171 cidades em situação de emergência.