Belo Horizonte tem 4ª suspeita de gripe suína em dois dias

Ney Rubens, Portal Terra

BELO HORIZONTE - A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte confirmou, na noite desta terça-feira, que mais uma pessoa foi internada no Hospital das Clinicas da cidade com sintomas da gripe suína. É o quarto caso suspeito em dois dias.

De acordo com a secretaria, a paciente é uma mulher que retornou de Nova York no último dia 26. Ela começou a passar mal ainda nos Estados Unidos, no dia 23, e os sintomas permaneceram após a chegada ao Brasil. Com febre alta, ela buscou atendimento no hospital, depois de acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A secretaria informou que a mulher utiliza máscara de proteção e os seus familiares e pessoas que mantiveram contato próximo com ela estão sendo monitorados. Outras três pessoas estão internadas no HC com suspeita de terem contraído a doença. O resultado dos exames de secreção nasal e de sangue que foram feitos será divulgado amanhã pela Fundação Oswaldo Cruz, do Rio de Janeiro.

Telefone

A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) disponibilizou o número de telefone 0800-283-2255, o Disque-Epidemiologia, para que as pessoas que estiveram em áreas de contaminação, como México e Estados Unidos, nos últimos 10 dias comuniquem a apresentação de sintomas como febre alta de maneira repentina, superior a 39ºC, tosse, coriza, espirros, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações.

A orientação é que pessoas que tenham mantido contato com as pessoas suspeitas de contaminação e apresentem a ocorrência dos sintomas também procurem atendimento médico. A ligação para o Disque-Epidemiologia é gratuita. A SES/MG informou que está em contato com as companhias aéreas e com a Anvisa no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, para monitorar possíveis casos da doença.

- É preciso esclarecer que o aeroporto é um território que está sob a jurisdição nacional. Trata-se de um território de atuação da Infraero, da Anvisa. Nós atuamos como parceiros. Estamos todos integrados, Colegiado de Secretários Municipais de Minas Gerais, a Prefeitura de Belo Horizonte, o Ministério da Saúde. O esforço é comum, várias entidades já estão envolvidas - disse o secretário de saúde, Marcus Pestana.

- É muito importante uma atuação firme, segura. É preciso ter uma atuação incisiva e ao mesmo tempo não há nenhum motivo para pânico, porque estamos monitorando a situação - afirmou o secretário.

O que é a gripe suína

É uma doença respiratória que atinge porcos causada pelo vírus influenza tipo A, que tem diversas variantes. Algumas das mais conhecidas são a H1N1, a H2N2 e a H3N2.

A gripe suína geralmente não atinge os humanos, e até então eram raros os casos de contágio de pessoa para pessoa. A contaminação ocorre da mesma forma que a gripe comum, por meio de perdigotos (gotículas de saliva) lançados na tosse e espirros.

Sobre o recente surto que teve origem no México, a Organização Mundial de Saúde (OMS) confirmou que alguns dos casos registrados são formas não conhecidas da variedade H1N1 do vírus Influenza A.

Ele é geneticamente diferente do vírus H1N1 que vem atacando humanos nos últimos anos e contém DNA associado aos vírus que causam as gripes aviária, suína e humana, incluindo elementos de viroses européias e asiáticas.