Democratas se reúnem para decidir sobre expulsão de Edmar Moreira

Agência Brasil

BRASÍLIA - A Executiva do Democratas reúne-se nesta terça-feira, à tarde, para decidir se expulsa de forma sumária o deputado Edmar Moreira ( MG) que nesta segunda-feira renunciou à 2ª Vice-Presidência da Câmara.

O presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ) disse que o estatuto do partido permite a expulsão sumária do parlamentar. - Nesta terça o partido abre o procedimento para que a gente possa tomar uma decisão em relação ao deputado Edmar Moreira. O partido tem obrigação de dar uma resposta à sociedade, a tudo que vem sendo divulgado contra o deputado. Tudo isso nos causa um desconforto enorme, e nós vamos tomar uma decisão dura - afirmou.

Segundo Maia, o mais importante era a defesa da instituição que estar preservada com a renúncia. - Entendemos que as informações divulgadas pela imprensa são muito graves, fora todo o procedimento dele com o partido. Ele não teve respeito com os colegas ao disputar uma vaga na bancada para ser candidato a um cargo na Mesa - disse.

Rodrigo Maia informou que é um direito do DEM reivindicar a vaga de Edmar Moreira, se ele descumpriu o programa do partido e tomou atitudes que prejudicaram a imagem do Democratas. - O partido além de expulsar, pode, sim, buscar a recuperação da vaga do deputado. Segundo Maia, se a decisão depender apenas do presidente do partido, Edmar será expulso nesta terça-feira.