PF refaz todo o inquérito da Operação Satiagraha

Agência Brasil

BRASÍLIA - O ministro da Justiça, Tarso Genro, informou, durante visita à sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro, que uma equipe de delegados, agentes e peritos da instituição está em São Paulo refazendo todo o inquérito relativo à Operação Satiagraha, que resultou na prisão do banqueiro Daniel Dantas.

- A equipe que foi para São Paulo está trabalhando em silêncio, tecnicamente, judiciosamente, com a participação do Ministério Público, fazendo e refazendo todo o levantamento, disse o ministro.

Segundo ele, tudo que for apresentado agora e for relativo ao inquérito vai estar livre de qualquer possibilidade de nulidade ou de problemas que tenham ocorrido anteriormente.

- É falsa a visão que algumas pessoas estão passando de que agora estão investigando o Protógenes (Queiroz, delegado responsável pela operação que prendeu Dantas) e deixaram o Daniel Dantas de lado. Não é verdade, e vocês rapidamente vão ver que não é verdade - afirmou o ministro.

Tarso esclareceu que o que ocorre é que a Polícia Federal refaz todo o inquérito envolvendo o banqueiro para que possa concluir se ele tem ou não responsabilidade.

- E aí eu não o estou prejulgando, mas está sendo feito um trabalho técnico, profundo e sério, vinculado aos maiores padrões técnicos e tecnológicos. Está se investigando para ver se no trabalho do delegado Protógenes houve erros, equívocos, ou ilegalidade.

Para o ministro, tal decisão demonstra o profissionalismo e a capacidade que a Polícia Federal tem para responder a diversas situações.

Ele afirmou ainda que, desde que não estejam manchadas por alguma ilegalidade ou vício, algumas das provas já colhidas no inquérito inicial podem ser aproveitadas.

- Agora é preciso deixar claro: volto a dizer que o trabalho está todo ele sendo refeito também.