MP-RN recorre ao STF contra restrição de algema

Portal Terra

SÃO PAULO - O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP-RN) solicitou habeas-corpus contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que regulamenta o uso da algema nas ações policiais. A informação é da Folha de S.Paulo.

O habeas, assinado por quatro promotores, foi entregue ontem ao ministro Joaquim Barbosa.

O texto, aprovado por unanimidade no tribunal, define que 'só é lícito o uso de algemas em caso de resistência e de fundado receio de fuga ou de perigo à integridade física própria ou alheia, por parte do preso ou de terceiros, justificada excepcionalidade por escrito, sob pena de responsabilidade disciplinar civil e penal do agente ou da autoridade e de nulidade da prisão ou do ato processual a que se refere, sem prejuízo da responsabilidade civil do Estado'.