Requião dá status de secretário a mulher e irmão

Portal Terra

CURITIBA - O governo do Paraná confirmou nesta semana a criação de secretarias especiais que vão abrigar a mulher e o irmão do governador, Roberto Requião. Maristela Requião é diretora do Museu Oscar Niemeyer (MON) e Eduardo Requião, superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). O anúncio do governo ocorre depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu, na semana passada, a contratação e familiares de até terceiro grau no Legislativo, Executivo e Judiciário.

De acordo com o texto da súmula vinculante publicada pela corte, fica permitida a contratação de parentes apenas para cargos de primeiro escalão, como secretários de Estado. Questionado sobre a criação das secretarias, Requião negou que soubesse alguma informação sobre o assunto.

A Casa Civil divulgou nessa semana que Maristela Requião teria sido nomeada por decreto como secretária especial, ainda sem pasta definida. Já Eduardo foi nomeado pelo governador como secretário especial para Assuntos Portuários.

O irmão do governador, Maurício Requião, é secretário da Educação. Dois sobrinhos também estão no governo - João Arruda Sobrinho trabalha na superintendência da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e Paikan Salomon de Mello e Silva, na TV Educativa.

Além do governador, seu vice, Orlando Pessuti também tem dois parentes diretos empregados no Estado, sua mulher, Regina, que é assessora na vice-governadoria, e seu irmão, Nelson Pessuti, ocupa um cargo no conselho fiscal da Companhia de Energia Elétrica do Paraná (Copel).