Assessor diz que susposto dossiê só tinha compras de luxo

JB Online

BRASÍLIA - O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) afirmou, na CPI fdos Cartões Corporativos, que 'quem está sendo investigado pela prática de ilícito' é José Aparecido.

Sampaio pediu que o assessor do senador Álvaro Dias, André Fernandes, explicasse o que havia de irrelevante nas planilhas que recebeu do ex-secretário de Fiscalização e Controle da Casa Civil, José Aparecido Pires.

Fernandes disse que cada processo tem entre 20 e 30 dados. Segundo ele, 'a planilha não tem uma compra corriqueira, compra de arroz, feijão, água. - Só tem dados exóticos. Pra mim, isso é fatal - afirmou.

- Se você fizesse um banco de dados teria que estar todas as compras ali. Nesse processo só tem registro de compras de luxo. É inverossímil - afirmou o assessor.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais