Auditores fiscais de Santos e Guarulhos suspendem greve por 21 dias

Agência Brasil

BRASÍLIA - Os auditores fiscais lotados no Porto de Santos e no Aeroporto de Guarulhos decidiram suspender por 21 dias, a partir desta segunda-feira, a greve iniciada no dia 18 de março. Segundo o delegado sindical do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco) em Santos, Wellington Clemente Feijó, a suspensão tem como objetivo demonstrar a boa vontade dos trabalhadores para negociar o fim da paralisação com o governo federal.

- Decidimos suspender a grave para mostrar que não somos nós os intransigentes e os radicais - afirmou Feijó, em entrevista à TV Brasil. Segundo ele, a categoria procura o governo desde agosto de 2007 para discutir o aumento.

Os auditores têm salário inicial de R$ 10.155, que pode chegar a R$ 13.382 no final da carreira. A categoria reivindica equiparação com a da Polícia Federal, que tem teto superior a R$ 19 mil.

- Achamos justo que autoridades essenciais ao funcionamento do Estado recebam o mesmo que outras autoridades - explicou o sindicalista.

Nesta segunda e terça-feira, dirigentes nacionais do Unafisco se reúnem em Brasília para discutir os rumos da paralisação.