Jornal do Brasil

País - Informe JB

Promotora do caso Marielle é bolsonarista convicta

Jornal do Brasil INFORME JB, informejb@jb.com.br

Pelo menos uma das promotoras do caso Marielle, que ontem se apressaram a dar entrevista coletiva em defesa do presidente Bolsonaro, no caso do depoimento "mentiroso" do porteiro, é bolsonarista convicta. E o mundo das redes sociais já se apressou a tira-la do armário, reproduzindo publicações da doutora que corroboram a afirmativa. A notícia foi veiculada pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

Carmen Eliza Bastos de Carvalho já posou de camiseta com foto do chefe do Planalto, aparece ao lado do deputado estadual Rodrigo Amorim, do PSL do Rio, famoso por quebrar placa com o nome de Marielle durante a campanha, e festejou a eleição de Bolsonaro enfaticamente, dizendo que há anos não se sentia "tão emocionada", e que o Brasil se livrara do "cativeiro esquerdopata". E completou: "Patriotismo. Assim que se constrói uma NAÇÃO! União em prol do Brasil! Família, moral, honestidade, vitória do bem!"

Ela já foi condecorada com a Medalha Tiradentes, na Alerj, e no dia da cerimônia de entrega declarou o seguinte: "Sempre tive certeza de que a minha árdua tarefa de vida seria o combate aos criminosos, que acabam com a paz no Rio de Janeiro".

Procurado pelo "Estadão", o Ministério Público do Rio de Janeiro não se pronunciou sobre se a doutora pode ser considerada suspeita para seguir no caso Marielle.

Veja fotos abaixo:

Macaque in the trees
Carmen Eliza Bastos de Carvalho com camisa do Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Macaque in the trees
Publicações de Carmen Eliza Bastos de Carvalho na internet (Foto: Reprodução)

Macaque in the trees
Carmen Eliza com o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), que quebrou a placa com o nome de Marielle Franco durante a campanha de 2018 (Foto: Reprodução)