Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

Polícia Federal abre inquérito para apurar disseminação de fake news contra candidatos

Jornal do Brasil

A Polícia Federal abriu inquérito para apurar se empresas de tecnologia da informação têm disseminado, de forma estruturada, mensagens em redes sociais referentes aos dois candidatos que disputam o segundo turno das eleições para presidente da República. O pedido havia sido feito por Raquel Dodge, procuradora-geral da República. O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, informou neste sábado (20) que a PF iniciará as investigações.

No documento, Raquel Dodge informou que os fatos mencionados em reportagens jornalísticas já motivaram a abertura de procedimento apuratório pela Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE). Destacou ainda que o objetivo é verificar a existência de eventual utilização de esquema profissional por parte das campanhas, com o propósito de propagar notícias falsas.

Para Raquel Dodge, o uso de recursos tecnológicos para propagar informações falsas ou ofensivas à honra e à imagem dos dois candidatos pode interferir na opinião de eleitores. Segundo ela, esse fato “afronta a integridade das eleições e é uma nova realidade mundial que exige investigação com a utilização de um corpo pericial altamente gabaritado e equipamentos adequados para se identificar a autoria e materializar a ocorrência desse novo formato de crime”. A procuradora-geral complementa que a prática tem “alta potencialidade lesiva”.

Macaque in the trees
Os candidatos à Presidência Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) (Foto: Nelson Almeida, Mauro Pimentel / AFP)



Recomendadas para você