Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

Resumo das pesquisas: Bolsonaro chega na frente mas empata com Haddad no segundo turno

Jornal do Brasil TEREZA CRUVINEL

Na véspera da votação deste domingo as pesquisas foram bastante convergentes, antecipando que Bolsonaro chegará na frente mas enfrentará um segundo turno, em que ele e Fernando Haddad aparecem tecnicamente empatados.

Há fatores que podem desmentir os prognósticos, como um não comparecimento de eleitores fora do padrão histórico, e ainda o imprevisível efeito dos expurgos de eleitores que não fizeram a biometria. Irá esta ausência subtrair votos igualmente dos candidatos ou o petista será mais prejudicado, como se suspeita, por se tratar de uma maioria de eleitores pobres e nordestinos. E ainda “arrastões” de eleitores indefinidos, que na última se decidem, em massa, mas sem combinar, em favor de um candidato. Isso pode acontecer.

Resumidamente, as três pesquisas mais destacadas na noite de ontem apontaram as seguintes situações, decorrentes da votação de hoje.

1. Bolsonaro será amplamente mais votado neste primeiro turno, podendo obter cerca de 20 milhões de votos a mais que Haddad, caso sejam confirmadas as previsões das três pesquisas. Na do instituto Datafolha, considerando votos válidos, ele aparece com 40%, o petista com 25% e Ciro Gomes com 15%. No IBOPE, Bolsonaro vai a 41%, Haddad tem os mesmos 25% e Ciro chega a 13%. Na pesquisa Vox Populi feita para portal Brasil247, financiada pelos próprios leitores internautas, em votos válidos, o ex-capitão aparece com 40% contra 31% de Haddad e Ciro chega a 13%. Esta é a menor diferença entre eles, nove pontos porcentuais. Mas no Datafolha ela é de 15 pontos e no IBOPE é de 16.

2. Ciro Gomes experimentou um estirão de crescimento nas últimas horas mas não o suficiente para desbancar o petista da segunda vaga no segundo turno. Seu melhor desempenho foi no Datafolha, onde alcançou 15% dos votos válidos. Nas outras duas ficou com 13%. Antes, seus índices variavam em 10% e 11%.

3. Na pesquisa Datafolha, Bolsonaro e Fernando Haddad aparecem em condição de empate técnico rigoroso, o primeiro com 45%, o segundo com 43%. No Ibope também, mas com placar de 45% a 41%, menos apertado. A discrepância, neste quesito, aparece na pesquisa Box/247, que traz o placar distinto de vitória de Bolsonaro por 52% a 48%. Mesmo, com vantagem maior para Bolsonaro, o resultado está dentro da margem de erro.

Mas agora as pessoas estão votando e a pesquisa que importa é apenas a de boca de urna, que perderá logo a validade. Por volta das 21 horas, o TSE será capaz de dizer se haverá mesmo segundo turno.



Recomendadas para você