Jornal do Brasil

País - Artigo

Cristo é a nossa esperança

Jornal do Brasil PADRE OMAR, redacao@jb.com.br

Neste tempo difícil de pandemia que estamos vivendo nunca podemos deixar de lado a fé, acreditar que tudo vai passar e que dias melhores virão. É tempo de exercitar a paciência, infundir a esperança! Neste momento de isolamento social, é fundamental que as famílias incentivem, em pequenos gestos do dia a dia, a oração.

 

Estamos vivendo de forma diferente a Semana Santa, longe do templo, mas unidos em família, a nossa Igreja doméstica. Nesta semana, vivemos o momento central da nossa vida de fé! É o centro do ano litúrgico e o grande acontecimento anual que dá origem a todas as demais celebrações.

 

Após quarenta dias de caminhada quaresmal, quando de maneira muito peculiar vivenciamos esse período de recolhimento que nos foi imposto devido às atuais circunstâncias, vamos viver agora as três grandes celebrações do Tríduo Pascal.

 

O ponto alto da Semana Santa se inicia com a missa vespertina da Quinta-feira Santa e se conclui com a Vigília Pascal, no Sábado Santo. Os três dias formam uma só celebração, que resume todo o mistério da Páscoa.

 

As celebrações serão realizadas em todas as Igrejas, mas sem a presença dos fiéis. Estarão todos em suas casas, assistindo pelos meios de comunicação e mídias sociais. Pensando nisso, a Arquidiocese do Rio de Janeiro propôs alguns sinais para que todos possam celebrar, virtualmente, esse tempo.

 

Hoje, Quinta-feira Santa, celebramos Cristo que institui a Eucaristia, e por isso, os fiéis devem colocar como sinal um pequeno pão envolto em um plástico nas portas de suas casas (símbolo da Eucaristia).

 

Na Sexta-feira Santa celebramos Cristo que dá a vida por nós submetendo-se ao suplício do calvário na celebração da paixão. Por isso, como sinal, os fiéis são chamados a colocar uma cruz em suas portas.

 

E, depois, a grande solenidade da Páscoa: Cristo vivo, ressuscitado e vencedor. Às 21h30 do sábado, após terem participado da Vigília Pascal, todos são chamados a fazer uma manifestação nas janelas das casas: acender a lanterna do celular e cantar “Porque Ele Vive”, concluindo com o repicar dos sinos.

 

Que em meio a tantas preocupações e mudanças em nossas vidas nestes dias, a celebração pascal nos encha de confiança. Vamos viver a Páscoa, cheios de alegria, consolação e, sobretudo, esperança, certos de que a Ressurreição de Cristo é também a nossa vitória.