Jornal do Brasil

País - Artigo

Um dos principais obstáculos ao desenvolvimento

Jornal do Brasil TARCISIO PADILHA JUNIOR *, tarcisiopadilhajunior@yahoo.com.br

Nesses dias que correm, o espaço da política reconhece a diferença, porém a organiza e a enquadra. Existe uma multiplicidade de ajustes que também são informações, transportadas em todas as direções.

Pouco importa que as informações sejam contraditórias, que sejam facilmente desmentidas pelas realidades observáveis; elas não dependem do princípio da verdade, mas do princípio da ressonância.

O político assume características de fácil identificação, como os quadros de um pintor medíocre. Os artifícios retóricos permitem que muitos escapem à responsabilidade por suas próprias afirmações.

Na sociedade da informação, a exigência de transparência é uma reivindicação democrática. A transparência permite o acompanhamento da difusão de poder através da própria difusão do controle.

O meio mais seguro para prevenir eventuais abusos não é concentrar a informação, para, em seguida, controlar seu uso por instituições que serão sempre frágeis. É, inteiramente ao contrário, dispersá-la.

Um mundo menos calcado nas contingências da história de fato leva à transformação da liberdade. Uma liberdade de tal ordem, que nos lembra do caráter aleatório e contingente de toda comunidade humana.

A via que se abre tem de evitar tanto a ilusão da liberdade de um indivíduo abstrato, apartado de qualquer comunidade particular, quanto a ilusão da comunidade natural, que limitaria nosso horizonte.

Todas as análises do desenvolvimento insistem na dimensão coletiva, portanto política. Um dos principais obstáculos ao desenvolvimento é a fraqueza das comunidades políticas devastadas por desigualdades.

Razão pela qual a construção de instituições intermediárias é o principal desafio político do nosso tempo.

*Engenheiro