Ainda outras pérolas da sabedoria

Em prosseguimento ao significativo desfile de pérolas de sabedoria, aqui estão estas outras joias, ao seu dispor:

Braguinha (Antonio Carlos de Almeida Braga) - Zózimo se referia a ele como um exemplo de sabedoria. Numa entrevista a Veja em 1988, ele (Zózimo) afirmou: "Se me perguntassem que vida eu gostaria de levar, responderia sem hesitação, a de Antonio Carlos de Almeida Braga. É aquele homem rico que coloca o dinheiro a serviço do seu prazer. À custa do trabalho, ele conseguiu uma posição de independência financeira que lhe permitiu, antes dos 50 anos, levar a vida que sempre quis. É um apaixonado por esporte, que viaja para ver jogos em todas as partes do mundo. Como também sou apaixonado pelos esportes, faria exatamente o mesmo".

Dr. Ivo Pitanguy (04.09.1983) - filosoficamente se dirigindo a um amigo que acabrunhado com a perda de um ente querido, vítima de câncer, lamentava a existência da doença e lhe perguntava se realmente não haveria uma maneira de enfrentá-la: "Há. Viver da melhor maneira possível para, se ela vier, aceitá-la com indulgência".

João Guimarães Rosa -

"Quando não entendo bem alguma coisa, não vou conversas com nenhum professor erudito; procuro um vaqueiro velho de Minas, qualquer um deles, pois todos são sábios".

"Tudo o que sei é que há demais mistérios rodeando os livros, aqueles que os escrevem e os que os leem. Quase sempre o livro é maior do que o escritor".

"O mundo é mágico. As pessoas não morrem. Ficam encantadas"

Viver é muito perigoso. Porque aprender a viver é que é o viver mesmo. Travessia perigosa, mas é a da vida. Sertão que se alteia e abaixa".

Italo Calvino - "Um clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer".

Ainda Guimarães Rosa -

"Só se pode viver perto do outro e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio, se a gente tem amor. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso da loucura".

Sobre o sentido da vida (ou a falta de): "Em desde aquele tempo, eu já achava que a vida da gente vai em erros como um relato sem pés nem cabeça, por falta de sisudez e alegria".

Sobre ensinar e aprender: "Mestre não é quem sempre ensina mas quem de repente apreende...".

Idem: "Vivendo, se aprende; mas o que se aprende mais é só a fazer outras maiores perguntas".

Sobre pobres: "Pobre tem que ter um triste amor à honestidade".

Thiago de Mello - "Não tenho caminho novo; o que tenho de novo é o jeito de caminhar".

PROVERB JUIF - "Dieu ne pouvait pas être partout alors Il a crée la mère". Provérbio judaico: "Deus não tinha como estar em todos os lugares, então Ele criou a mãe".

George Bernard Shau (Escrevendo para o violinista Jascha Heifetz de Viena) - "Se o senhor continuar a tocar de forma tão bela, certamente morrerá jovem. Ninguém pode tocar com tamanha perfeição sem despertar a inveja dos deuses. Eu lhe imploro que toque algo mal toda a noite antes de ir para a cama".

Anônimo - "Sendo a vez, sendo a hora, entende, atende, toma tento, peleja e faz...".

* Mestre em Educação pela UFRJ