Jornal do Brasil

País

Pinguelli divulga carta em apoio a diretor do Inpe

Bolsonaro disse que números do instituto eram 'mentirosos'

Jornal do Brasil

O professor da Coppe/UFRJ, Luiz Pinguelli Rosa, divulgou uma carta em apoio ao diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Ricardo Galvão, que havia sido duramente criticado pelo presidente Jair Bolsonaro em encontro com jornalistas estrangeiros.

"Causou indignação na comunidade científica as declarações destemperadas do presidente Jair Bolsonaro, que em café da manhã com jornalistas estrangeiros acusou o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) de divulgar “números mentirosos” sobre o desmatamento no país, desacatando o seu diretor, o renomado físico Ricardo Galvão.

"Se o presidente e técnicos do governo discordam dos dados divulgados, que apresentem seus próprios números e a metodologia que utilizaram para chegar a esses dados. Na ciência, dados científicos são refutados com dados científicos e não com acusações infundadas e baseadas em achismos.

"Eu me solidarizo com o físico Ricardo Galvão e com todos os pesquisadores e profissionais do Inpe, cuja qualificação profissional, dedicação e excelência científica tornaram o instituto referência internacional", escreveu Pingelli.

Críticas

Em café da manhã com jornalistas, Bolsonaro questionou os dados que mostram aumento do desmatamento. "Com toda a devastação de que vocês nos acusam de estar fazendo e ter feito no passado, a Amazônia já teria se extinguido", disse.

O presidente afirmou que os dados do Inpe não correspondiam à verdade e sugeriu que Galvão poderia estar a "serviço de alguma ONG."