Me associar a episódio de sargento preso com cocaína é brincadeira, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro classificou nesta quinta-feira como uma "brincadeira" a ideia de associá-lo ao episódio em que um sargento da Aeronáutica foi preso na Espanha na terça-feira por transportar 39 quilos de cocaína em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) que servia de apoio à viagem de Bolsonaro ao Japão, onde participa da reunião do G20.

"Me associar ao episódio de ontem é brincadeira. Não vou nem responder esse negócio aí, tá ok?", disse o presidente durante sua transmissão semanal ao vivo em uma rede social.

Macaque in the trees
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

"(O sargento) vai pagar um preço alto. A investigação está aberta e toda colaboração com a polícia espanhola. E quero agradecer o governo espanhol publicamente porque deteve o elemento e não deteve a tripulação", acrescentou.

O sargento, que segundo a FAB era comissário de bordo da aeronave de apoio à comitiva presidencial, foi preso com a droga no aeroporto de Sevilha, onde inicialmente Bolsonaro faria uma escala em seu caminho de Brasília para Osaka, onde ocorre o encontro do G20. Com a prisão do militar, o itinerário de Bolsonaro foi alterado e ele fez a escala em Lisboa.