Jornal do Brasil

País

Protesto tem falas contra Bolsonaro e reforma da Previdência

Jornal do Brasil

Não só contra os cortes na educação os manifestantes de Curitiba estão protestando, como também contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o projeto da reforma da Previdência.
Regina Cruz, presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores do Paraná), foi uma a falar no caminhão de som que acompanha os manifestantes. "O governo Bolsonaro está colocando à venda a nossa petroleira do sul do país. A reforma da previdência é uma luta de quem já se aposentou, de quem tá no mercado do trabalho e precisa ser uma luta de vocês [estudantes]", discursou.
"O Bolsonaro é um governo mentiroso e chantagista porque ele está dizendo que precisa aprovar a reforma da previdência para não cortar da educação. Se precisa de dinheiro da educação, que pare de pagar a dívida pública aos banqueiros e empresários que consomem 50% do orçamento", declarou Mandi Coelho, ativista das lutas da juventude.
Izabela Marinho, presidente da União Paranaense dos Estudantes, também discursou contra os cortes da educação pública. "Cortar 30% do orçamento das universidades é cortar da nossa permanência, é cortar da nossa pesquisa", disse.
Por volta das 10h30, os manifestantes saíram em caminhada do prédio da UFPR até o Centro Cívico, onde, em frente à Prefeitura Municipal, protestaram contra o atual prefeito Rafael Greca (DEM). Mesmo debaixo de chuva, o ato chegou a ocupar três quadras da Avenida Cândido de Abreu, principal via do bairro. Agora, os manifestantes seguem para uma concentração em frente ao Palácio Iguaçu, sede do governo estadual.

KATNA BARAN