Deputados do PSL visitam fronteira com Venezuela para 'apurar impacto' de crise migratória

Um grupo de deputados do PSL, entre eles Eduardo Bolsonaro (SP), participa nesta terça-feira (30) de visita a Pacaraima (RR), cidade brasileira na fronteira com a Venezuela.


A viagem é parte dos trabalhos da comissão externa sobre a crise de refugiados do país vizinho. O grupo parlamentar é formado quase exclusivamente pelo partido do presidente Jair Bolsonaro.
De acordo com o plano de trabalhos do colegiado, a visita tem como objetivo "apurar os impactos, nos serviços públicos e na economia desse ente federado, causados pela migração de cidadãos venezuelanos".
Eduardo Bolsonaro comanda a comissão de relações exteriores da Casa e é membro da comissão sobre a crise imigratória, presidida por Nicoletti (RR).

Macaque in the trees
REUTERS/Carlos Garcia Rawlins (Foto: Reuters)

"Na torcida para que Nicolás Maduro saia do poder seja lá como for. O pior que pode ocorrer é a sua manutenção no poder com apoio do tráfico de drogas, Hizbollah, Pranes, soldados da ditadura cubana e toda sorte de criminosos. Deus proteja os venezuelanos", escreveu Eduardo Bolsonaro nesta terça em suas redes sociais.


Os deputados chegaram a Boa Vista na segunda-feira (29) e foram a Pacaraima, centro da crise de refugiados, nesta terça. Participam da visita também General Girão (RN), Nicoletti e Delegado Pablo (AM).
"Hoje em Roraima visitamos hospitais estaduais e municipais com o governo estadual e municipal. Dia que nos deixou mais próximos do caos que a narcoditadura de Nicolás Maduro faz na Venezuela e causa a atual crise migratória", afirmou o filho do presidente nas redes sociais.
Na fronteira, os deputados se reunirão com o prefeito da cidade, Juliano Torquato (PRB), e farão visitas a abrigos e hospitais.