Após propaganda proibida por Bolsonaro, as peças publicitárias das estatais vão passar por aprovação do Planalto

Propaganda do Banco do Brasil que fala sobre diversidade e foi vetada pelo governo. Em nota, o banco explica que faltaram 'perfis'

Depois que o presidente da República, Jair Bolsonaro, vetou e mandou retirar uma campanha publicitária  do Banco do Brasil, as agências de publicidade contratadas pelo governo federal foram informadas que, a partir de agora as peças publicitárias de estatais vão passar pela avaliação da Secretaria de Comunicação Social (Secom).

O comercial mostrava a diversidade e diversos jovens. 

Macaque in the trees
Propaganda proibida era voltada aos jovens e valorizava a diversidade (Foto: reprodução)

Nota do BB

Em nota, o BB explica que o comercial foi retirado porque faltam alguns 'perfis' de jovens. 

Veja a peça publicitária: