Jornal do Brasil

País

Covas vai proibir motos na via expressa da marginal Pinheiros

Jornal do Brasil

A Prefeitura de São Paulo, sob gestão Bruno Covas (PSDB), vai restringir a circulação de motociclistas na pista expressa da marginal Pinheiros, sentido Castello Branco. A medida faz parte do Plano de Segurança Viária 2019-2028, que visa reduzir o número de mortes no trânsito na cidade.

A gestão municipal também vai diminuir o limite de velocidade dos carros para 30 km/h em cinco vias com alto índice de acidentes.

Macaque in the trees
Bruno Covas (Foto: Leon Rodrigues/SECOM)

A previsão é que a mudança na marginal ocorra até maio. No sentido Interlagos, a restrição às motos deve ocorrer só em 2020, pois em alguns pontos ainda não há divisão entre pista local e expressa.

A gestão estabeleceu a meta de reduzir o índice de mortes em acidentes para 3 a cada cem mil habitantes até o fim da década. "Não é um plano meu, mas da cidade de São Paulo", disse Bruno Covas, quando questionado sobre a continuidade do plano por uma eventual mudança de gestão.

Até o final de 2020, a prefeitura pretende reduzir as mortes para 6 a cada cem mil habitantes - a taxa atual é de 7,26, segundo dados do Infosiga, do governo estadual. No ano passado, foram 884 mortes.

Profissionais de motofrete se queixam da decisão da prefeitura, que os obriga a usar a pista local, com velocidade mais lenta. "Isso prejudica muito a gente. A local é travada, vamos levar o dobro do tempo apra fazer serviços", disse Jean da Rocha, 41 anos, que trabalha com fretes há 18.