Mais Médicos: mais de mil profissionais desistiram do programa nos primeiros três meses do ano

Número representa 15% das vagas preenchidas por médicos brasileiros após a saída de Cuba

O Ministério da Saúde confirmou que 1.052 profissionais desistiram do programa Mais Médicos nos primeiros três meses do ano, na última quinta-feira (4).

Número  representa 15% das vagas preenchidas por médicos brasileiros após a saída de Cuba do programa em novembro de 2018.

De acordo com o Ministério da Saúde, ainda está sob análise a oferta destas vagas em um novo edital. Do total de 1.052 desistências, 14 foram em distritos indígenas. São Paulo é o estado com o maior número de vagas abertas (181), seguindo de Bahia (117) e Minas Gerais (104).