Líder do governo na Câmara fala em 'nova política' e cita Rodrigo Maia

Major Vitor Hugo enviou mensagens para grupo do PSL após se encontrar com Bolsonaro, e disse que o presidente está 'convicto de suas atitudes'

O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), afirmou em troca de mensagens pelo WhatsApp com membros do partido que o presidente Jair Bolsonaro está convicto de suas atitudes, após os atritos com o presidente da Câmara Rodrigo Maia. Vitor Hugo defendeu a "nova política" e afirmou que é preciso "mudar a situação". As mensagens foram trocadas após reunião com Bolsonaro neste domingo (24) para tratar da tramitação da reforma da Previdência.

“Nosso presidente está certo e também convicto de suas atitudes. Estive com ele hoje pela manhã. As práticas do passado não nos levaram ao caminho em que queremos estar. Todos nós, em particular do PSL, somos agentes para ajudar a mudar a situação em que nos encontramos. Todos que nos elegemos nessa legislatura (passamos, pois, pelo crivo das urnas e da população que não aguenta mais...), eleitos e reeleitos, temos a possibilidade de escolher de que lado estar... somos todos a nova política. Não dá mais”, escreveu Major Vitor Hugo.

Macaque in the trees
Após reunião com Jair Bolsonaro (PSL), o deputado major Vitor Hugo (PSL-GO) publicou foto ao lado do filho e do presidente (Foto: Reprodução/@MajorVitorHugo/Twitter)

Na sequência, o parlamentar enviou um post de uma reportagem do jornal O Globo, de novembro de 2017, que cita Rodrigo Maia, "Para aprovar mudanças na Previdência, Temer autoriza Maia a negociar cargos", diz o título da matéria, que também destaca o toma lá dá cá com a divisão de secretarias com partidos do centrão.

Em outra mensagem, Major Vitor Hugo enviou uma charge que faz referência ao "diálogo" da ex-presidente Dilma Rousseff com o Congresso. Ela leva na cabeça um saco de cargos para garantir as negociações.