Marcelo Freixo fala em risco para democracia e defende oposição ao governo

Em seu discurso de candidato à Presidência da Casa, o deputado Marcelo Freixo (Psol-RJ) criticou pontos do programa de governo do presidente da República Jair Bolsonaro, como a mudança nos critérios para demarcação de terras indígenas.

“Nós formamos um bloco verdadeiramente de oposição ao governo nesta Casa. A democracia está em risco neste país porque ela é frágil. A Câmara precisa responder a um presidente que não tem compromisso com a democracia”, afirmou.

Macaque in the trees
Marcelo Freixo (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

Ele citou a desistência do deputado eleito Jean Wyllys ao mandato como um indício do aumento da perseguição a minorias no Brasil, cobrando o fortalecimento da democracia e a apuração de casos como o assassinato da vereadora de seu partido na cidade do Rio de Janeiro, Marielle Franco.

Freixo lembrou ainda que a atual renovação da Câmara é a maior desde 1990, mas defendeu a ampliação da participação popular no debate das matérias, com aumento das audiências públicas. “Temos também de aprender a ouvir a população e o próximo presidente desta Casa tem de garantir a participação da população e o direito das minorias”, disse, condenando o fanatismo.

Agência Câmara