Jornal do Brasil

País

Número de mortos em Brumadinho sobe para 84

Outras 276 pessoas ainda estão desaparecidas

Jornal do Brasil

O tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, atualizou para 84 o número de mortos no rompimento da barragem de Feijão, da mineradora Vale, em Brumadinho.

Segundo Aihara, ainda há 276 pessoas desaparecidas, e outras 192 foram resgatadas, a última delas no sábado (26). O balanço ainda está destinado a se agravar nos próximos dias. Até o momento, 42 mortos foram identificados.

De acordo com o tenente, foram resgatados dois corpos que estavam no refeitório da Vale, atingido em cheio pelos rejeitos da barragem. Os socorristas encontraram perto das vítimas botijões de gás e móveis de restaurante.

Macaque in the trees
Bombeiros resgatam um corpo após rompimento de barragem em Brumadinho, MG (Foto: Mauro PIMENTEL / AFP)

Acredita-se que essa área concentre a maior parte dos mortos, já que o reservatório se rompeu no fim do horário do almoço. Aihara também informou que não há mais buscas no local do ônibus atingido pela lama, que continha três vítimas.

A barragem estourou na última sexta-feira (25) e represava rejeitos da exploração de minério de ferro. Cinco pessoas já foram presas pela tragédia, incluindo três funcionários da Vale e dois engenheiros da auditoria alemã Tüv Süd, que atestara a segurança do reservatório.