Jornal do Brasil

País

'Estamos no século 21', diz Temer em evento, enfatizando 'a modernização' do País

Jornal do Brasil

Em seus últimos dias no cargo, o presidente Michel Temer afirmou, na manhã desta segunda-feira (17), que o Brasil chegou ao ápice do processo de modernização com a inauguração parcial de uma obra em Brasília. "O momento culminante é essa espécie de inauguração de placa que colocamos aqui do satélite geostacionário", disse.

Temer participou da entrega da primeira etapa do Centro de Operações Espaciais Principal (COPE-P), que permitirá a operacionalização e monitoramento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), lançado em 2017. A segunda etapa será direcionada para áreas administrativas e deverá ser concluída na metade do próximo ano.

"O momento culminante, o ápice dessa modernização, o momento em que eu posso dizer, em alto e bom som, o momento em que eu posso alardear por aí, e quero sugerir que todos nós possamos alardear o que está sendo feito pelo Ministério de Ciência e Tecnologia, pela Embratel (sic), pelo Ministério da Defesa e pelas Forças Armadas, é essa espécie de inauguração de placa que colocamos aqui do satélite geoestacionário, e, como foi dito aqui nessa tribuna, leva entre outras coisas banda larga para todo o país", discursou Temer. O presidente confundiu Embratel com a Telebras em diversos momentos de sua fala, mas ao final corrigiu a informação.

Ele contou que aceitou participar da cerimônia desta segunda-feira porque o ministro Gilberto Kassab insistiu que seria o "coroamento de um trabalho extraordinário" feito pela pasta. "Eu, que já tinha ideia de que estávamos modernizando o país, hoje digo em definitivo que estamos no século 21."

Durante o discurso, Temer relembrou propostas aprovadas na sua gestão como o estabelecimento de um teto para os gastos públicos, a reforma trabalhista e a reforma do ensino médio.