As palestras de Doria e as palestras de Lula

O presidente do grupo Lide, João Doria, que vem a ser Prefeito de São Paulo, está pedindo contribuições de empresários para organizar uma palestra. Mas, conforme denunciou nesta quinta-feira (19) a Folha de S.Paulo, o palestrante vem a ser o próprio Doria.

O tema da palestra? "O impacto de uma gestão eficiente na cidade de São Paulo". Os presidentes das empresas que pagarem uma cota de "co-patrocínio" de R$ 50 mil (cerca de US$ 15 mil) terão o direito de se sentarem à mesa principal com Doria. 

O curioso é que quem está à frente do Lide agora, com a ida de Doria para a Prefeitura de São Paulo, é Luiz Fernando Furlan, o mesmo que foi ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior no governo Lula. Ou seja: as palestras de Lula - a quem Doria chamou de maior "cara de pau" do Brasil - são criticadas e frequentemente alvo de suspeitas. Mas Doria prossegue com as suas, e ainda chama um ex-ministro de Lula para estar à frente da instituição que promove e arrecada para suas palestras.

Os tucanos precisam de uma nova justificativa. Talvez por isso o país tenha que negociar com os bandidos, porque homem público sério deve ser algum que esteja em Bangu ou em alguma outra penitenciária de segurança máxima.