Maluf faz escola

Na grande crise educacional do Brasil, o único curso que formou catedráticos na Mentira foi o do ex-governador Paulo Maluf, quando fazia afirmações com toda a tranquilidade, e até hoje ninguém sabe se era verdade ou mentira: "Esse dinheiro não é 'meo'" (no caso, realmente, ele não dizia "não é 'meu'"); "desconheço essa conta"; "nunca autorizei qualquer pessoa a receber qualquer dinheiro em meu nome"; "provem que é meu". 

Hoje, mais de 20 anos depois, aqueles que apontavam o dedo com ofensas contra a dignidade do ex-governador Paulo Maluf usam as mesmas frases. Todos eles, envolvidos na corrupção da Lava Jato, usam, já usaram e ainda vão usar tais afirmações.

                                                          ***

A coluna do jornalista Lauro Jardim no jornal O Globo traz sérias denúncias de corrupção com referência à Lava Jato, por parte de delatores, como a que relaciona empreiteiro a um político, que procurou reforçar: "não cometi nenhuma ilegalidade".