Cunha, Bumlai, Adão, Eva e a serpente

Se for verdade o que a grande imprensa comenta sobre uma investigação interna de corrupção no BTG, que excluiria as relações do banco com o pecuarista José Carlos Bumlai e com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), trata-se de um levantamento que poderia ser comparado a uma tentativa de explicar o surgimento do mundo na perspectiva religiosa ocidental hegemônica, sem considerar Adão e Eva na narrativa. Vai ver, até a serpente seria excluída desta história.

>> BTG faz investigação interna, mas exclui Cunha e Bumlai de relatório final