Fina exclui 7 nadadores russos dos Jogos Olímpicos

Entre eles está a medalhista olímpica Yulia Efimova

A Federação Internacional de Natação (Fina) excluiu nesta segunda-feira (25) sete nadadores russos das Olimpíadas de 2016 devido ao escândalo de doping envolvendo o país.

Entre eles está Yulia Efimova, medalha de bronze nos 200m peito nos Jogos de 2012 e atual campeã mundial nos 100m peito. Os outros são Anastasia Krapivina, Daria Ustinova, Mikhail Dovaglyuk, Natalia Lovtsova, Nikita Lobintsev e Vladimir Morozov.

A decisão foi anunciada um dia depois de o Comitê Olímpico Internacional (COI) ter confirmado que manteria a Rússia nas Olimpíadas e deixaria a cargo de cada federação o papel de liberar ou não os atletas do país.

Efimova, que chegou a ser suspensa em fevereiro por uso de meldonium - mas depois se livrou da acusação -, deve recorrer ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS). A Fina optou por excluir todos os atletas russos que foram citados no relatório da Agência Mundial Antidoping (Wada) sobre o escândalo ou que tenham sido testados somente em seu país.

Segundo a Wada, a Rússia patrocinou um esquema "sistêmico" de uso de substâncias proibidas e de fraudes em exames, o que levou seu atletismo a ser excluído das Olimpíadas do Rio.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais