Nova Iguaçu e Niterói também suspendem aulas por causa dos protestos

Governo e caminhoneiros negociam fim da paralisações em todo o país

A Prefeitura de Nova Iguaçu, uma das maiores cidades da região metropolitana uma Rio de Janeiro, suspendeu as aulas na manhã desta segunda-feira (28) devido aos efeitos da greve dos caminhoneiros. Na capital e em Niterói, as escolas municipais também não vão funcionar nesta segunda-feira.

Segundo a prefeitura de Nova Iguaçu, a frota escolar está em condições de circular, mas servidores relataram dificuldades para chegar ao local de trabalho com o transporte público. 

A prefeitura do Rio de Janeiro também afirmou que o recesso escolar foi decretado porque profissionais e alunos teriam dificuldade de chegar às escolas.

Ontem (27), o governo federal cedeu a uma série de reivindicações do movimento. Entre as medidas anunciadas, vai congelar o preço do diesel na bomba por 60 dias, com uma redução de R$ 0,46 por litro.

No ensino superior, todas as universidades federais do estado do Rio também anunciaram suspensão de aulas para esta segunda, assim como a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

As escolas estaduais do Rio estão funcionando normalmente, assim como na rede municipal de Duque de Caxias e de São João de Meriti.