MUNDO

Presidente da Hungria renuncia após perdoar caso de pedofilia

Katalin Novák estava no poder do país desde 2022

Por JB INTERNACIONAL
[email protected]

Publicado em 11/02/2024 às 12:18

Alterado em 11/02/2024 às 12:18

Katalin Novák Foto: karpatalja.ma

A presidente da Hungria, Katalin Novák, comunicou neste sábado (10) sua renúncia ao cargo em meio a um escândalo de pedofilia.

A política de 46 anos, que estava na função desde 2022, deixou o poder depois de ter perdoado um homem condenado por ajudar a encobrir casos de abuso sexual infantil em um orfanato.

"Cometi um erro. Hoje é o último dia em que falo para vocês como presidente", declarou a húngara em um discurso.

O polêmico episódio ocorreu em abril passado, quando distribuiu perdão presidencial a várias pessoas por ocasião da visita do papa Francisco ao país.

Uma das pessoas perdoadas por Novák, no entanto, foi o antigo vice-diretor de um orfanato que escondeu os abusos sexuais cometidos pelo seu superior contra vários menores de idade.

A mandatária vinha sendo muito pressionada por esse perdão concedido. (com Ansa)

Tags: