MUNDO

Trump e Clinton estão em lista de pessoas ligadas a criminoso sexual

Documentos são de processo envolvendo ex-namorada do financista

Por JB INTERNACIONAL
[email protected]

Publicado em 04/01/2024 às 09:40

Alterado em 04/01/2024 às 09:42

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump Reuters

Os ex-presidentes dos Estados Unidos Bill Clinton e Donald Trump, além do príncipe Andrew, foram alguns dos mais de 180 nomes mencionados em documentos judiciais ligados ao caso do financista Jeffrey Epstein, que se suicidou em 2019 enquanto aguardava julgamento por crimes sexuais.

A lista inclui inúmeras pessoas que eram ligadas ao magnata, mas elas são identificadas através de pseudônimos.

Os documentos fazem parte de um processo aberto por Virginia Giuffre, uma das principais acusadoras de Epstein, contra Ghislaine Maxwell, ex-namorada do empresário e presa por ajudá-lo a abusar de meninas.

As pessoas mencionadas por Epstein não necessariamente foram cúmplices em seus crimes e, como aponta o jornal Washington Post, o sigilo foi quebrado porque grande parte das informações contidas já são públicas e mencionam figuras cujos nomes já eram conhecidos.

O músico Michael Jackson, o astrofísico Stephen Hawking e o mágico David Copperfield também foram citados brevemente nos documentos.

Em relação ao ex-mandatário Clinton, uma das vítimas de Eppstein revelou para as autoridades que o próprio financista havia afirmado a ela que o político "gostava de jovens".

A lista também tem a presença de Juan-Luc Brunel, um agente de modelos francês próximo de Epstein que cometeu suicídio na prisão em 2022 enquanto aguardava julgamento sob a acusação de estuprar meninas menores de idade. (com Ansa)

Tags: