MUNDO

Papa pede que crianças afetadas por guerras não sejam esquecidas

Líder da Igreja Católica lançou um novo apelo pela paz

Por JB INTERNACIONAL
[email protected]

Publicado em 21/12/2023 às 07:55

Alterado em 21/12/2023 às 07:55

Papa pediu para todos dedicarem um momento para pensar na Ucrânia, na Palestina e em Israel Foto: Reuters/Guglielmo Mangiapane

O papa Francisco pediu nessa quarta-feira (20) que as pessoas que estão sofrendo com as guerras, principalmente crianças, não sejam esquecidas pelos fiéis em suas orações.

Ao longo da audiência geral, o líder da Igreja Católica lançou um novo apelo de paz na Ucrânia e no Oriente Médio.

"Não esqueçamos das pessoas que sofrem o mal da guerra, que é sempre uma derrota.

Apenas os fabricantes de armas saem ganhando", alertou o religioso.

Em sua declaração, o Papa pediu para todos dedicarem um momento para pensar na Ucrânia, na Palestina e em Israel, que estão envolvidas nos principais conflitos em curso no planeta.

"Pensem nas crianças e nas coisas que elas veem. Vamos ao presépio para pedir paz a Jesus, ele é o Príncipe da paz", acrescentou.

Jorge Mario Bergoglio também usou as redes sociais para falar sobre o tema. No post, o Papa afirmou que o "sofrimento de Belém é uma ferida aberta para o Oriente Médio e o mundo todo". (com Ansa)

Tags: