ASSINE
search button

Primeiros evacuados deixam Gaza enquanto a ofensiva israelense se intensifica

...

Palestinos com dupla cidadania esperam do lado de fora da passagem de fronteira de Rafah com o Egito, na esperança de obter permissão para deixar Gaza
Foto: Reuters/Arafat Barbakh

Um primeiro grupo de feridos evacuados de Gaza cruzou para o Egito nesta quarta-feira (1º) sob um acordo mediado pelo Catar, disseram a mídia local egípcia e uma fonte na fronteira, enquanto as forças israelenses pressionavam sua batalha contra militantes do Hamas no enclave palestino.

Os evacuados foram conduzidos em ambulâncias pela passagem de fronteira de Rafah. Nos termos do acordo alcançado entre o Egito, Israel e o Hamas, vários estrangeiros e pessoas gravemente feridas serão autorizados a deixar o território sitiado.

O acordo ocorreu após mais um dia de derramamento de sangue em Gaza, no qual um ataque aéreo israelense matou cerca de 50 pessoas em um campo de refugiados, segundo autoridades de saúde palestinas. Israel disse que o ataque matou um comandante sênior do Hamas e muitos outros combatentes.

Os serviços de comunicações e internet foram completamente cortados em Gaza novamente nessa quarta-feira, disse o provedor de telecomunicações Paltel.

Israel enviou as suas forças para Gaza controlada pelo Hamas após semanas de bombardeios aéreos e de artilharia em retaliação a um ataque mortal do grupo islâmico ao sul de Israel em 7 de outubro.

Israel prometeu acabar com o Hamas. Mas o número de mortos civis em Gaza e as condições humanitárias desesperadas causaram grande preocupação em todo o mundo, à medida que os alimentos, o combustível, a água potável e os medicamentos escasseiam e os hospitais lutam para tratar as vítimas.

Uma fonte de segurança egípcia disse que até 500 portadores de passaportes estrangeiros passarão pela fronteira de Rafah nesta quarta-feira. Cerca de 200 pessoas esperavam no lado palestino da fronteira de manhã, disse a fonte.

Uma segunda fonte disse que nem todos deveriam sair nesta quarta-feira. Não houve cronograma de quanto tempo a fronteira permanecerá aberta para evacuação, acrescentaram.

Tags:

Israel
Compartilhar