Vôlei: com o apoio da mulher, Zé Roberto evita falar sobre futuro 

O técnico José Roberto Guimarães ainda não definiu se vai continuar à frente da Seleção Brasileira feminina de vôlei, após conquistar o bicampeonato olímpico no último sábado, com uma vitória por 3 a 1 sobre os Estados Unidos. Se decidir ficar, ou se preferir focar as atenções em outros projetos, terá o apoio da mulher Alcione.

"Ele é muito intuitivo. Eu me surpreendo muito com ele. Acho que tem que saber se está preparado, porque a pressão é muito grande. Se perguntar minha opinião, vou dizer que a decisão é dele", afirmou ao Terra.

O técnico que também foi campeão da Olimpíada em 1992, com a Seleção masculina, afirmou que ainda não conversou com o presidente da Confederação Brasileira de Vôlei, Ary Graça Filho. "Tem que ponderar muita coisa, porque o sacrifício é muito grande", explicou.

Campeão em 2008, Zé Roberto tem experiência em dar continuidade a um trabalho vencedor e sabe das dificuldades. "Em 2008 estava voando, foi o melhor ano das nossas vidas. Neste (2012), teve que passar por todo um processo. Passamos por muitas dificuldades, mas superamos", encerrou.