Brasil encerra freguesia olímpica com Argentina e vai à semifinal do vôlei 

Incontestável nas últimas décadas em questões de títulos e campanhas, a Seleção Brasileira masculina de vôlei encerrou nesta quarta-feira um dos tabus mais incômodos da história da modalidade. Em confronto válido pelas quartas de final da Olimpíada de Londres, a equipe nacional venceu a Argentina por 3 sets a 0, parciais de 25/19, 25/17 e 25/20, e quebrou uma sequência de três derrotas consecutivas para a arquirrival em edições olímpicas.

O triunfo na capital do Reino Unido é o primeiro do Brasil sobre o adversário em fases decisivas de competição. Além dos dois duelos em Atlanta (vitória argentina na primeira fase e brasileira no playoff para definir o quinto lugar), os dois vizinhos se encontraram duas vezes, e em ambas o país rival saiu com a vitória: quartas de final em Sydney 2000, quando surpreendeu, e na disputa do bronze em Seul 1988.

Garantido na disputa direta pela medalha, o Brasil aguarda o vencedor do confronto entre Estados Unidos, que decretou a única derrota do time de Bernardinho na primeira fase, e Itália, justamente a seleção superada pelos brasileiros na decisão olímpica de Atenas, em 2004. Os dois times se enfrentam ainda nesta quarta-feira.