Americanas massacram Angola e vencem com 52 pontos de vantagem 

Campeãs olímpicas em Atenas e Pequim, e do último Mundial de basquete feminino, em 2010, a seleção americana massacrou nesta segunda-feira a equipe de Angola por 90 a 38, em partida válida pela segunda rodada da fase de grupos da modalidade nos Jogos Olímpicos de Lonres, disputada na Arena de Basquete.

Participantes dos Jogos de Pequim e MVPs em temporadas recentes da WNBA, Candance Parker, Diana Taurasi e Tomika Catchings lideraram os Estados Unidos na fácil vitória sobre as africanas. Parker, melhor da WNBA em 2008, foi a atleta de melhores números na partida, conseguindo um duplo-duplo, com 14 pontos e 11 rebotes.

Sem forçar, as americanas conseguiram abrir uma grande vantagem nos dois primeiros quartos de jogo. Favorecida pela falta de pontaria das africanas, que tiveram 23% e 13% de aproveitamento nos arremessos de dois e três pontos, respectivamente, a seleção dos Estados Unidos não ficou atrás no marcador em nenhum momento e fechou a primeira etapa vencendo por 41 a 18.

Avassaladora, a atual bicampeã olímpica fechou o terceiro quarto com 40 pontos de vantagem e ampliou a enorme diferença para 50 pontos no último período. Mesmo acertando apenas uma de cesta de três pontos em 15 tentativas, as americanas sobraram em quadra, já que as angolanas mantiveram o péssimo índice de acerto do primeiro tempo.

Na terceira rodada do Grupo A, as americanas encaram a Turquia, que também venceu seus dois primeiros jogos, contra República Checa e Angola. As africanas jogam contra a China, que também tem 100% de aproveitamento na modalidade.