Goleiro Rafael é cortado da Olimpíada 

Depois de sofrer uma lesão no cotovelo direito durante treino desta segunda-feira, o goleiro Rafael, do Santos, foi cortado dos Jogos Olímpicos de Londres. Em anúncio feito na manhã desta terça, o médico da Seleção Brasileira, José Luiz Runco, disse que não haverá tempo hábil de recuperação e a medida foi necessária. O cruzeirense Gabriel - que se transferirá para o Milan ainda nesta janela de mercado -, levado por precaução a Londres, será inscrito em seu lugar. Neto deve ser o titular.

"Infelizmente, o Rafael teve um trauma no cotovelo direito. Ontem ao examinarmos ele tinha dor, certa impotência funcional, sem capacidade de mobilização. Isso nos preocupou, ainda mais pela posição de termos de Olimpíada, que temos apenas 18 jogadores e dois goleiros só. Ele tem uma contusão óssea, um trauma que o osso sofre, e precisa basicamente de repouso para se recuperar. Infelizmente somos obrigados a tomar a posição de trocar o atleta", explicou o médico da Seleção, ao lado do abatido goleiro cortado.

A lesão de Rafael ocorreu no treinamento da última segunda-feira, no CT do Arsenal, em St. Albans. O goleiro do Santos sofreu uma pancada no cotovelo direito, durante um trabalho específico para atletas da posição, e imediatamente deixou o gramado. O jogador do Santos acabou poupado das atividades pela tarde e logo foi afastado para passar por um exame de ressonância magnética, a fim de verificar a gravidade da enfermidade.

Enquanto o grupo comandado por Mano Menezes retornou a campo pela manhã no CT do Arsenal, Rafael permaneceu no hotel, passando por um tratamento com o fisioterapeuta Odir de Souza. Entretanto, o tratamento acabou sendo em vão e o corte anunciado pela Confederação Brasileira de Futebol a dois dias da estreia no torneio olímpico contra Egito, no Milennium Stadium, em Cardiff, no País de Gales.

Fora dos Jogos de Londres, Rafael desembarcou na capital britânica como a principal opção para a meta brasileira. Depois de participar com destaque da série de quatro amistosos realizados pela Seleção - vitórias por 3 a 1 sobre a Dinamarca e por 4 a 1 sobre os Estados Unidos; e derrotas por 2 a 0 para o México e 4 a 3 para a Argentina. O goleiro santista foi titular nos últimos três duelos.

As atuações de Rafael, especialmente contra os americanos, tiraram qualquer dúvida de Mano Menzes quanto à possibilidade de convocar um goleiro para ocupar uma das três vagas acima dos 23 anos - o zagueiro Thiago Silva, do Milan; o lateral esquerdo Marcelo, do Real Madrid; e o atacante Hulk, do Porto, ocuparam os lugares destinados aos atletas com idade superior ao limite imposto para a competição.