Já começo a sentir saudades, diz Papa Francisco na despedida

Após uma semana de fortes e emoções e imagens inesquecíveis durante a Jornada Mundial da Juventude, no Rio, Papa Francisco se despediu dos brasileiros neste domingo (28), na Base Aérea do Galeão mostrando, mais uma vez, todo o seu carisma, simplicidade e docilidade: "Parto com a alma cheia de recordações felizes. Neste momento, já começo a sentir saudades. Saudades do Brasil e do seu povo de grande coração, amoroso."

Francisco, em seu breve discurso, destacou o sorriso aberto e sincero dos brasileiros, o entusiasmo dos voluntários, a esperança dos jovens no Hospital de São Francisco de Assis, para dependentes químicos, a fé e a alegria dos moradores da comunidade de Varginha, em Manguinhos. "Tenho a certeza que Cristo vive no agir de tantos jovens que encontrei nesta inesquecível semana. Obrigado pelo acolhimento. Também disso começo a sentir saudades."

O Papa agradeceu à cordialidade da presidenta Dilma Rousseff, ali representada pelo vice-presidente Michel Temer, dos bispos, do arcebispo Dom Orani Tempesta e seus auxiliares e do arcebispo de Aparecida, Dom Raimundo Damasceno. "Que Deus recompensem a todos como só ele sabe fazer."

Francisco destacou especialmente os jovens. "Neste clima de gratidão e saudades, penso nos jovens protagonistas desse grande encontro. Deus lhes abençoe. Muitos vieram como discípulos nesta peregrinação, mas não tenho dúvida de que todos agora partem como missionários. Continuarei a nutrir uma esperança imensa nos jovens do Brasil e do mundo inteiro. Através deles, Cristo prepara uma nova primavera no mundo."

Ao concluir seu discurso, o Pontífice fez uma menção especial à visita ao Santuário de Aparecida. "Meu pensamento final, última expressão de saudade, se dirige a Nossa Senhora de Aparecida e àquele amado santuário. O Papa vai embora e lhes diz até breve, até breve com saudades. E também lhes pede, por favor, que não se esqueçam de rezar por ele. Esse Papa precisa da oração de todos vocês. Um abraço para todos. Que Deus lhes abençoe."

Antes do discurso do Papa Francisco, o vice-presidente Michel Temer, que representava a presidenta Dilma Rousseff, também falou, destacando o impacto dos últimos dias para os brasileiros. "Quero dizer que Vossa Santidade já abençoou a todos os brasileiros. Não encantou apenas os jovens, despertou a fé em todos os brasileiros, que sentiram-se acolhidos", disse Temer, destacando sua "singeleza e simplicidade que fizeram-no penetrar em todos os corações".

Temer afirmou que o Papa era um verdadeiro evangelizador. "Fez a religação do nosso povo com a fé e trouxe paz a harmonia com suas palavras. Que elas permaneçam na alma dos brasileiros. Que seu exemplo de tolerância e paz permaneça entre governantes e governados, entre trabalhadores e empregadores, entre pais e filhos,  e todos enfim possam vivenciar a presença de Deus", disse, numa alusão às recentes manifestações no Brasil.

O vice-presidente também destacou alguns momentos, como as palavras do Papa quando afirmou que pedia licença para delicadamente bater na porta de cada coração para nele colocar Jesus Cristo. "Na próxima vez que vier, não haverá mais necessidade de bater nas portas. Elas estão permanentemente abertas pela força de sua presença. Na próxima vez, simplesmente entre sem pedir licença. O coração do brasileiro sempre terá um lugar especial. Vossa Santidade disse que Deus é brasileiro. Digo que o Brasil se tornou um paraíso permanente com Vossa presença. Boa viagem e volte logo."