Jornal do Brasil

Papo de Ambiente - JBlog - Jornal do Brasil

O recuo do antiministro, todos ao acarajé!

Ivan Accioly

O Ministério do Meio Ambiente não aguentou a pressão e voltou atrás na decisão de cancelar a realização da Semana do Clima que será organizada em agosto pela Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), em Salvador (BA), e que antecede a Conferência do Clima (COP25), que será realizada em dezembro em Santiago, no Chile. Uma nota melancólica do MMA informou o recuo.

Macaque in the trees
Cop 25- Chile (Foto: ONU)

Pesaram as pressões políticas. O prefeito de Salvador, ACM Neto, é do DEM e disse que a cidade desejava o encontro. A Frente Nacional dos Prefeitos, presidida por Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo e que representa mais de 400 municípios, ratificou a posição. O antiministro Ricardo Salles, depois da decisão unilateral desastrada, percebeu que não mexia apenas com os ambientalistas que não têm força junto ao governo federal e que têm sido massacrados por suas decisões. Dessa vez o jogo era mais pesado. Desagradava um dos principais políticos do país e que é estrela num partido que preside a Câmara dos Deputados e o Senado.

ACM Neto avisou de imediato que Salvador não concordava com a decisão de Salles. A cidade quer a conferência com seus benefícios políticos e econômicos. Embora em Salvador, a organização do encontro é da ONU e o apoio do governo federal é institucional e, nesse caso, já está bom se não atrapalhar.

O MMA diz que em troca da mudança de posição pediu a inclusão de discussões sobre a Agenda de Qualidade Ambiental Urbana e Pagamento por Serviços Ambientais. Essa pauta busca viabilizar economicamente ações de mitigação e adaptação das mudanças climáticas no Brasil.

Restou a Salles esquecer o que tinha dito na semana anterior e, quem sabe, começar a se preparar para comer um bom acarajé em Salvador.

E que o dele venha quente. Quente à baiana!

Nota do MMA 

O Ministério do Meio Ambiente, através de entendimentos mantidos nesses últimos dias com o prefeito de Salvador, o Ministro das Relações Exteriores e o novo Secretário-Executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, decidiu formular proposta com ênfase na Agenda de Qualidade Ambiental Urbana e no Pagamento por Serviços Ambientais, através de instrumentos financeiros que visem dar efetividade econômica às atuais e futuras ações de mitigação e adaptação às mudanças climáticas no Brasil, a serem discutidas e apoiadas na Climate Week, em Salvador, bem como nos eventos subsequentes até a COP25, no Chile, os quais deverão contar com a participação deste Ministério do Meio Ambiente e do Ministério das Relações Exteriores.”

Como a nota não informa, aqui seguem os nomes dos titulares dos cargos citados: prefeito de Salvador: ACM Neto, ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; secretário-executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, Oswaldo Lucon.