Jornal do Brasil

Conex√£o Francesa - JBlog - Jornal do Brasil

A primeira batalha é na 20ª Vinexpo

Por Rogerio Rebouças

Na próxima segunda-feira começa em Bordeaux a XX edição de Vinexpo. São quatro dias para conhecer 1600 produtores de 29 países e assistir diversas palestras ou participar de degustações. Já foi a mais importante e maior feira de vinhos do planeta. A feira era grande, mas nunca foi monstruosa, o que permitia fazer todos os países nos seus quatro dias. A concorrência do mastodonte alemão Prowein - nunca consegui fazer todos os pavilhões - e de Vinisud, que foi adquirida por Vinovision e assim uniu-se a Wine Paris e deixou de ser bienal, em alternância com Vinexpo. Aí, a trégua foi rompida.

Para que o leitor tenha uma ideia de tamanho Prowein, acontece em março, teve este ano 6800 produtores e 61.500 visitantes. Já a Wine Paris começou bem mais modesta com 2000 expositores. Vinexpo promete para janeiro fazer uma edição parisiense um mês antes de Wine Paris. Este é um confronto direto e vale seis pontos. Não há dinheiro entre os produtores para fazer duas feiras francesas por ano e mais a Prowein. Vinexpo também acontece em Nova York e Xangai, atendendo diretamente aos dois maiores mercado. É jogo, na França, de resta um.

Para conseguir vencer Vinexpo antecipou o evento de um mês para ficar mais próximo de Prowein e de Vinitaly. Junho era bom para Bordeaux que mostrar sua nova safra, mas as compras já estavam feitas, chegava atrasado. Um espaço para os vinhos orgânicos foi criado: WOW! (World of Organic Wine). Serão 150 produtores de nove países num movimento para flanquear Millésime Bio, o salão dos orgânicos. Os encontros B to B ficaram com One to Wine Meetings, aqui o alvo é o Forum International d’Affaires, FIA, que acontece em Vinisud e que traz compradores para encontrar produtores de todos os continentes. Estão atirando para todos os lados para proteger seu espaço e achar novos. O preço dos stands terá um papel importante nesta guerra. Bordeaux vai ter de se adaptar.

Festa da Flor da Commanderie du Bontemps é o momento de maior "glamour" nas noites de Vinexpo. Fotos divulgação

Bordeaux tem alguns trunfos que outros salões não conseguem oferecer. Bordeaux é o produtor mundial de referência com seus Grands Crus Classés inigualáveis. Bordeaux tem o glamour das festas, jantares e almoços nos châteaux regados aos melhores vinhos. Bons clientes são levados de helicóptero para almoços com grandes produtores no château, uma experiência única. Festa da Flor da Commanderie du Bontemps do Médoc, de Graves, Sauternes e Barsac, Festa do Fogo de São João no Château Phélan Ségur e tantas outras organizadas por negociantes e produtores. Ah, Bordeaux tem o magnífico e educativo Museu do Vinho.

Detalhe do stand de Bernard Magrez e de seus vinhos do Château Pape Clément. Foto Philippe Labeguerie/Vinexpo.

Para comandar esta guerra o presidente de Vinexpo Christophe Navarre chamou um general, isto é, contratou um novo diretor geral, Rodolpho Lameyse. Com grande experiência na indústria de salões, eventos e no marketing digital. Ele busca valorizar o tamanho humano do salão e o fortalecer como um grande ambiente de negócios. Seu objetivo é ampliar o salão e aumentar a participação de mercado do grupo Vinexpo. Santé.