Jornal do Brasil

A Sua Saúde - JBlog - Jornal do Brasil

O que é um TAVR? (Também chamado TAVI):

Macaque in the trees
jblog (Foto: àsuasaúde)

Este procedimento cirúrgico minimamente invasivo, repara a válvula sem remover a válvula velha e danificada. Em vez disso, ele encaixa uma válvula de substituição no lugar da válvula aórtica.

A cirurgia pode ser chamada de substituição valvular aórtica transcateter (TAVR) ou implante de válvula aórtica transcateter (TAVI).

Macaque in the trees
jblog (Foto: àsuasaúde)

Válvula dentro da válvula. Como funciona?

Semelhante a um stent colocado em uma artéria, a abordagem do TAVR fornece uma válvula de substituição totalmente desmontável para o local da válvula através de um cateter.

Uma vez que a nova válvula é expandida, ela empurra os antigos folhetos da válvula para fora do caminho e o tecido na válvula substituta assume o trabalho de regular o fluxo sanguíneo.

Como o TAVR ou o TAVI são diferentes da substituição padrão da válvula?

Macaque in the trees
jblog (Foto: àsuasaúde)

Este procedimento é relativamente novo e aprovado pela FDA (Food and Drug Administration) para pessoas com estenose aórtica sintomática que são consideradas com risco intermediário ou alto para cirurgia de substituição valvar padrão.

As diferenças nos dois procedimentos são significativas.

O que está envolvido em um procedimento TAVR?

Geralmente, a troca valvar requer um procedimento de coração aberto com uma “esternotomia”, na qual o tórax é cirurgicamente separado (aberto) para o procedimento.

Os procedimentos de TAVR ou TAVI podem ser feitos através de aberturas muito pequenas que deixam todos os ossos do tórax no lugar.

Macaque in the trees
jblog (Foto: àsuasaúde)

Um procedimento de TAVR não é isento de riscos, mas oferece opções de tratamento benéfico (inclusive para pessoas que podem não ter sido candidatas a ele há alguns anos), ao mesmo tempo em que oferece a vantagem adicional de uma recuperação mais rápida na maioria dos casos.

A experiência de um paciente com um procedimento TAVR pode ser comparável a um tratamento com balão ou mesmo a um angiograma em termos de tempo de inatividade e recuperação, e provavelmente exigirá uma permanência hospitalar mais curta (média de 3-5 dias).

O procedimento TAVR é realizado usando uma de duas abordagens diferentes, permitindo que o cardiologista ou cirurgião escolha qual delas oferece a melhor e mais segura maneira de acessar a válvula:

Macaque in the trees
jblog (Foto: àsuasaúde)

- Pela artéria femoral (grande artéria na virilha), chamada de abordagem transfemoral, que não requer uma incisão cirúrgica no tórax.

- Por abordagem cirúrgica minimamente invasiva com uma pequena incisão no tórax e entrando através de uma grande artéria no peito ou através da ponta do ventrículo esquerdo (o ápice), que é conhecido como a abordagem transapical.

Quem é um bom candidato para este tipo de cirurgia valvular?

Neste momento, o procedimento é reservado para pessoas que um procedimento de coração aberto representa um risco intermediário.

Por esse motivo, a maioria das pessoas que tem esse procedimento está na casa dos 70 ou 80 e muitas vezes tem outras condições médicas que os tornam um melhor candidato para este tipo de cirurgia.

Macaque in the trees
jblog (Foto: àsuasaúde)

O TAVR pode ser uma opção eficaz para melhorar a qualidade de vida em pacientes, que de outra forma teriam escolhas limitadas para o reparo da valva aórtica.

Para mais informações converse com o seu médico.

FONTE:HEART.ORG.